casamento

Divórcio amigável: Saiba como ter um sem complicações e sem afetar os filhos!

O casamento é um  momento muito importante na vida de um casal, e geralmente eles pensam que viverão juntos para sempre, mas nem sempre isso acontece, e com tantas adversidades que podem surgir no caminho é muito comum que o casal se separe, mas isso não significa que eles precisam brigar, pode acontecer o divórcio amigável.

Você sabe como funciona o divórcio amigável? Como fica a partilha dos bens e os filhos? Pois então esse artigo é para você, continue conosco e confira tudo sobre ele a seguir!

Como ter um divórcio amigável com filhos?

O divórcio amigável é sempre uma das melhores soluções para um casal, pois assim eles não precisam ficar brigando na justiça, podem entrar em um consenso para que todos sejam beneficiados. Esse divórcio é ideal principalmente para quem tem filhos, assim o casal não precisa desgastar a relação, já que embora o casamento acabe, os filhos continuarão.

Se o casal não possui filhos menores eles poderão realizar o divórcio consensual extrajudicial, sendo necessário apenas que eles compareçam a um cartório com um advogado para que ele possa redigir o documento.

Neste caso o processo irá demorar bem menos tempo do que com a presença de um juiz.

Já os casais que possuem filhos menores, mesmo separando amigavelmente, é necessário que eles entrem com uma ação judicial, pois é necessário a fiscalização do juiz e do Ministério Público para saber se todos os interesses da criança ou adolescente estão sendo resguardados.

Mas o divórcio amigável, mesmo que seja com ação judicial irá ser bem rápido, pois será analisado apenas os interesses dos filhos. É importante que os pais saibam dividir a guarda dos filhos amigavelmente, sem gerar brigas futuras.

E como é a partilha de bens?

No divórcio amigável geralmente a partilha de bens é feita conforme um acordo entre as partes, assim o casal deverá sentar para conversar sobre como será feita a partilha.

Se o casal for casado pelo regime de comunhão parcial de bens, que é o regime de casamento mais comum atualmente, serão partilhados todos os bens que forem adquiridos após o casamento, mas não entrarão nessa divisão a herança, doação ou o que foi adquirido com bens de antes do casamento.

Geralmente, quando o casal possui filhos e decide separar amigavelmente e os filhos ficam com a mãe, é comum que o homem saia da casa e a mulher fique nela com os filhos.

O ideal é que o casal converse e se necessário consulte um advogado para que eles possam escolher a melhor forma de partilhar os bens.

Como são os custos?

É comum alguns casais ficarem em dúvida sobre como ficam os custos em um divórcio amigável, e isso irá variar se ele será judicial ou extrajudicial e conforme o advogado que será escolhido.

No caso do divórcio extrajudicial o casal irá pagar uma taxa no cartório e os honorários do advogado. Esses preços irão variar de estado para estado. No divórcio judicial ainda é necessário que o casal pague os custos judiciais. Isso é o que faz com que o valor fique um pouco maior.

Ainda ficou alguma dúvida? Deixe um comentário que responderemos você em seguida!

0 Compart.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *